BEM VINDOS ÀS ILHAS ENCANTADAS ****** BEM VINDOS ÀS ILHAS ENCANTADAS ****** BEM VINDOS ÀS ILHAS ENCANTADAS ******

quinta-feira, abril 20, 2006

FOI NO ABRIR DE UMA ROSA





Foi no abrir de uma rosa,
que como há muito não via,
que o meu coração me disse,
está a nascer um novo dia.
A sonhar ou talvez não,
senti que tudo mudava,
o mar estava mais azul,
e a lua mais prateada.
O Sol brilha ainda mais,
mesmo se está a chover,
e há mais côr no arco-iris,
sem ninguém se aperceber.
O meu sorriso é constante,
uma nova luz irradia,
se não fosse tão real,
eu própria duvidaria.
Veio um anjo multicor,
tocar minha alma e dizer,
valeu a pena sonhar
valeu a pena viver.

21 Comments:

Blogger augustoM said...

Estás apiaxonada, não desmintas, vive intensamente a paixão.
Um beijo. Augusto

1:51 da tarde  
Blogger travessias said...

Vale sempre a pena sonhar. Vale sempre a pena viver.

2:31 da tarde  
Blogger dragão yuri said...

Reduzir um comentário a este poema, dizendo que é bonito, seria de uma tremenda injustiça, porque ele é MUITO BONITO. Mas a sua beleza ultrapassa muito o aspecto formal.Nascer um novo dia na nossa vida é algo de extraordinário que muitos não sabem viver, porque nem vêm o arco iris.Pinte o seu, com a paz de alma que aqui deixa trans-parecer. Obrigado por este momento de beleza estética que transmite a quem a lê.

11:54 da tarde  
Blogger zecadanau said...

Eh lá Passarinho!!!
Anda aí um "passarão"? eh,eh,eh!
FORÇA!!!!

Um @bração do
Zeca da Nau

12:48 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

Vale sempre a pena!! Beijos, bom fim de semana.

4:02 da tarde  
Blogger Lua said...

Lindissimo poema de uma alma sensível e apaixonada por tudo o que a cerca.
Beijinhos,

10:27 da tarde  
Blogger Dad said...

Que esse estado de alma, tão bem narrado em versos suaves, encha os seus dias de voos plenos de felicidade.

Um beijinho

10:30 da tarde  
Blogger A Sonhadora said...

Pássaro azul, vai voando...
com tua imaginação...
dando-nos com o teu cantar,
paz ao nosso coração!!!
Um fim de semana em paz e harmonia
Uma beijoca da sonhadora

1:11 da manhã  
Blogger A Sonhadora said...

Um bzummzumm docinho e espero que passes um fim de semana com mta alegria...paz e harmonia!!!
a abelhinha passou por aqui

12:10 da manhã  
Blogger Luz Dourada said...

Belo poema digno de uma alma de natureza apaixonada.
Beijinho dourado,

12:13 da manhã  
Blogger Isa&Luis said...

lindo lindo Pássaro azul voa... sonha....Acredita a vida é bela!

Gostei muito!


Um fim de semana delicioso

jinhos

Isa

12:53 da manhã  
Blogger Dad said...

Bom 25 de Abril, com sol e muita felicidade!

Beijinhos,

11:23 da manhã  
Blogger zecadanau said...

25 Abril de 2006

Um abração de solidariedade e fraternidade universal nesta data mamorável.

Zeca da Nau

4:23 da tarde  
Anonymous Laura said...

esta erva é muito escura para pertencer à cabeça grisalha das mães,

ah, eu conheço afinal tantas línguas,
e sei que não brotam em vâo do céu-da-boca

4:44 da tarde  
Anonymous Anónimo said...

Passo com alguma frequência neste espaço que considero dos mais belos deste mundo bloguista, quer pelo conteúdo dos textos em si próprios , quer porque as msg são de uma enorme sensibilidade, só possíveis vindos de uma alma nobre.
Foi com tristeza que tomei contacto,com alguém que se esconde atrás de um nome ( laura ).Pena da autora claro. Um comentário que, mais parece um vómito. Se é que existe, Laura, tenha uma conversa consigo mesma, pois há aí um trauma qualuer que não a deixa viver condignamente.Há técnicos de saúde, próprios para a puderem ajudar. Pode ser que ainda vá a tempo.
Cuidado com a erva, pois aí o problema é bem mais grave. Pode não se chegar a tempo.

1:53 da tarde  
Anonymous Laura said...

Anónimo

agora já devem saber ao que a "louca" da Laura se referia.

antes de ler já sabia que isto estava aqui escrito.

Laura

9:33 da tarde  
Blogger Passaro Azul said...

Olá a todos!
Não posso deixar de me dirigir, nesta altura particular, aos dois ultimos comentadores deste meu espaço.
Fálo-ei, de um modo muito meu, muito simples e sempre com a amizade que tanto prezo, impressa em cada palavra:


-Laura, o que quer que seja que a tenha incomodado a ponto de postar o que postou, só a sua consciência lhe poderá ditar os caminhos certos para se colocar de bem consigo própria e depois com a vida. Recupere e que Deus a abençoe.
-----------------------------------

-Anónimo, bem-haja pelas suas palavras que me sensibilizaram e sensibilizarão certamente tantos visitantes sensiveis deste espaço de PAZ, HARMONIA, AMIZADE e AMOR.
Continue a engrandecer cada vez mais a sua alma, pautado-a pelos valores que aqui me transmitiu.
---------------------------------

"O coração foi feito para ser doado com uma canção ou com uma lágrima". Eu escolhi a CANÇÃO e cantá-la-ei com Sol, Lua, Ventos e Tempestades. É uma forma de estar na vida, como tantas outras.
A opção de vivermos de bem com a vida, é sempre uma opção própria.

O meu abraço com o carinho e a amizade de sempre para todos vós.
Sejam sempre felizes. :)

11:54 da manhã  
Blogger Nilson Barcelli said...

O teu poema é muito belo.
Agradável de ler, com musicalidade.
Beijos.

5:59 da tarde  
Blogger Carmem L Vilanova said...

Que lindo poema...
Que linda rosa...
Que lindo sentimento... :o)
Hoje, ao fim, retorno. Estive de mudança de casa, milhoes de coisas para arrumar, e para completar, mais de um mês sem internet e depois, uns quantos dias com a conexao sem funcionar bem... mas felizmente cá estou outra vez, para ler-te, saber de ti, e dar notícias de mim também.
Beijos, flores e muitos sorrisos para ti!

3:47 da tarde  
Anonymous Friedrich said...

Queres saber mesmo a verdade? Só estou mesmo aqui pq o meu blog mandou; para ver se tb comentas a minha história. Alguém disse: "que longa introdução". E eu acrescento, mas é mesmo só uma introdução, porque a história vai formando-se dentro da tua cabeça. - P/ descarado só me falta o chapéu... Senão tiver leitores as vendas baixam. - A poesia não precisa, governa-se sozinha!...

Beijos e abraços

5:17 da tarde  
Blogger inkietux said...

Obrigado. obrigado.

11:57 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home