BEM VINDOS ÀS ILHAS ENCANTADAS ****** BEM VINDOS ÀS ILHAS ENCANTADAS ****** BEM VINDOS ÀS ILHAS ENCANTADAS ******

segunda-feira, janeiro 16, 2006

CRIANÇA

Tu que sorris sem maldade...
tu que cantas
sem vontade de chorar...
tu que brincas
sem problemas...
tu que erras sem errar...
tu que vives de verdade
pois só conheces bondade...
tu que confias em todos
pois não conheces traição...
tu que achas tão dificil
a palavra hipocrisia...
tu que vês em cada noite
o nascer de um novo dia...

Sorri, feliz e contente,
canta se te apetecer,
corre, salta, grita,
não pares para pensar,
que um dia darás contigo
a viver muito depressa
mesmo andando devagar.

11 Comments:

Blogger Fernando B. said...


Um Poema com a marca da minha querida Amiga Fátima

Beijocas.

P.S. Podias ter avisado que eu tinha mudado a musica. É isso que vou fazer a seguir

1:15 da manhã  
Blogger Paula Raposo said...

Alguns adultos deveriam viver como as crianças...Beijos.

1:06 da tarde  
Blogger Passaro Azul said...

Obrigada meu amigo, por teres mudado a música deste meu espaço.
Como sabes, não o sei fazer, não te quis maçar pois o teu estado de saúde não era famoso e como não nos temos encontrado no Messenger, tudo ficou mais dificil.
Por outro lado, desde 11 de Dezembro, data em que publiquei os Jovens Séniores, nunca mais tinhas postado um comentário, o que quer dizer que, pela saúde ou outros afazeres, estavas bastante ocupado ou impossibilitado.
Fico feliz por sentir que "voltaste" de novo.
Bem-vindo sejas a este espaço que , embora meu, é e será sempre também teu, pois se não o tivesses criado, ele não existia.
"Aquele "abraço com o carinho e a amizade de sempre e o meu sentido Bem-hajas :)

3:21 da tarde  
Blogger António said...

Poema simples e bonito.

Obrigado pela visita.
Volta sempre: ainda vai haver muita coisa de que vais gostar.

Beijinhos

10:00 da tarde  
Anonymous singularidade said...

sentei me na tua ilha encantada, e adorei passear nela desfrutando a sua magia.
beijos salgaditos

11:35 da tarde  
Blogger Marta said...

E há pelo menos uma criança no mundo que eu quero que juntas a ensinemos a ser assim por muito bom tempo.
Beijocas

11:15 da manhã  
Anonymous Friedrich said...

Não deveríamos deixar ser crianças, para devagar saborear a vida sem pressas… Foi bom ler este teu poema!

Beijos

6:19 da tarde  
Blogger saisminerais said...

Olá Fatima lindo este post. Realmente ser criança é das coisas mais maravilhosas que temos, mas tambem se passa rapido demais... Mal nos acordamos e ja o tempo corre, e de que maneira! Damos com nos ja grisalhos.
Há que viver, viver intensamente cada momento.
beijo e obrigado pelos teus lindos comentários no meu cantinho...
tenho andado um pouco ausente, então assalto um blog de cada vez e deixo o meu comentario ou comentarios! consoante o tempo que tenho.
e tu demonstras teres um coração enorme...

1:02 da manhã  
Blogger lazuli said...

gostei imenso da tua escrita sensível e doce, minha amiga

11:07 da tarde  
Blogger Dad said...

Sim senhora!
Depois de uns acordes do Ave Verum quem me havia de dizer que a minha mais recente amiga tinha um blog tão bonito! Realmente os blogs ajudam a conhecer as pessoas, pois a sua maneira de alinhavar a escrita e as próprias imagens são reflexo da alma da sua possuidora. Gostei mesmo muito "pássaro azul"! E um pássaro azul que tão bem escreve, claro que vai chilrear e cantar muito bem também. Gostei de encontrar estas "ilhas" pelas quais vou navegar, certamente.
Um grande beijinho,

8:35 da tarde  
Anonymous dpb said...

Fabuloso.
Por vezes canto com vontade de chorar, porque se perdeu muito tempo, mas fazendo dos últimos versos um objectivo, ainda dá para recuperar.

12:40 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home